segunda-feira, 6 de agosto de 2018

A canalhice sem limites de Josias de Souza, porta-saco da famiglia Frias

Claudio Guedes

O jornalismo marrom

O alter ego, no UOL, dos irmãos Frias para assuntos de política doméstica, Josias de Souza, faz um artigo que é pura bílis sobre a provável aliança entre PT e PC do B.

Ofende Lula e Fernando Haddad e menospreza Manuela D'Ávila, como se os três não fossem políticos com vastos currículos. Lula dispensa apresentações. Haddad foi ministro da Educação de 2005 a 2012 e prefeito de São Paulo, a maior cidade e terceiro orçamento do país, de 2013 a 2016. Manuela foi de 2005 até o presente, vereadora, deputada federal e deputada estadual, sempre eleita com votações espetaculares e com atuação marcante no parlamento e nos movimentos sociais.

Josias, exibindo a canalhice que lhe é caraterística quando trata o ex-presidente da República, chama a cela onde Lula está detido, sem que a sua sentença tenha sido transitada em julgado, de bunker. Uma analogia de mau gosto, grotesca.

Mas, por outro lado, todo fluido alcalino fétido contido no artigo deixa claro: os passos de Lula, apesar de preso, e sua estratégia frente ao processo eleitoral incomodam e fazem a direita e seus porta-vozes na imprensa e TV suarem frio. Lula está incomodando? Ótimo sinal.

O ex-presidente vem sendo linchado há meses e meses e o seu prestígio popular só faz crescer.

O jornalismo marrom continua prestando um bom serviço, não é mesmo? Vamos aguardar o próximo DataFolha e conferir.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Web Analytics