sexta-feira, 20 de julho de 2018

O PT está banido da eleição presidencial, com ou sem Lula

Weden Alves

PROSCRITO

O PT ainda não se deu conta de que hoje é, oficiosamente e ao menos para suas intenções presidenciais, um partido proscrito. Insistir na candidatura Lula é uma questão de honra, de respeito pela História, e a sigla deve levar essa bandeira até o final. Mas os petistas devem estar cientes de que setores dominantes do Judiciário agem hoje como um bando justiceiro, daqueles existentes ainda nos rincões do país, a ameaçar pessoas e executar vinganças.

E a maioria dos ministros do STF e do STJ é hoje cúmplice desse bando. Eles vão se acoelhar ante qualquer decisão arbitrária do Judiciário militante de baixo clero e aliado dessa quadrilha neoliberal que tornou de assalto o país.

O que significa que qualquer que seja um candidato petista que ouse se apresentar como herdeiro de Lula será caçado, sem qualquer escrúpulo, como um pária não só pela mídia dos barões mafiosos que são, como também pelo aparelho miliciano composto por certos procuradores e policiais federais, com a certificação do bando de toga.

Mas parece que alguns petistas insistem em fazer uma leitura dilmista (e seu republicanismo francês) dessa guerra assimétrica.

Em tempo: essa guerra aberta é contra toda a resistência ao modelo neoliberal-autoritário instaurado. E só não incomodam Boulos e Manuela, porque eles são nanicos.

Um comentário :

Web Analytics