sexta-feira, 20 de julho de 2018

Editora Abril foi consumida pela próprio ódio

Moisés Mendes

OS TUCANOS E A VEJA SE ESFACELAM

Dois anos depois do golpe, o PSDB é um partido destruído e sob ameaça de ficar de fora do segundo turno.

Seus grandes líderes foram esquecidos pelos próprios parceiros. Ninguém mais fala de Aécio e José Serra. Alckmin agarra-se à ex-Arena e ao ex-PFL para sobreviver.

E a editora Abril fecha revistas. Os últimos Civita que fingiam gerir o espólio entregaram ontem o comando do grupo à consultoria financeira Alvarez & Marsal, especializada em empresas quebradas.

A Abril e a Veja encolhem e demitem jornalistas porque foram consumidas pelos efeitos do próprio ódio. No ano passado, segundo informa hoje o jornal O Estadão, o prejuízo foi de R$ 331 milhões.

O reacionarismo e o golpismo empurraram a Abril para o penhasco, com uma dívida impagável de R$ 1,3 bilhão.

E os tucanos e a Veja diziam que o PT é que iria acabar.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Web Analytics