quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Ciro Gomes tenta se viabilizar como candidato da continuidade golpista



Ciro Gomes deu crédito ao ex-ministro Antonio Palocci e criticou Lula.

"Fere o centro da narrativa de Lula e do PT, de que há um inimigo externo ao PT promovendo, via judicial, uma perseguição injusta contra o presidente", afirmou. "Na medida em que um braço direito de Lula faz isso, fica difícil sustentar a narrativa e atribuir a inimigos, agora a narrativa já evolui para que o Palocci estaria mentindo para obter favores da delação."

Ciro disse ainda que sentiria dor por uma eventual condenação de Lula. "Me dói no meu coração imaginar um homem como o Lula, que prestou serviços tão importantes para o país, ser condenado por ladroagens vulgares", disse. 

Ele o criticou até pelo caso de Geddel Vieira Lima. "Há uma responsabilidade politica flagrante. Sabe essa montanha de dinheiro no apartamento do [ex-ministro] Geddel Vieira Lima [PMDB]? Esse dinheiro foi roubado do povo brasileiro durante o governo Lula e Dilma [Rousseff], porque ele nomeou Geddel ministro da Integração Nacional. Dilma nomeou Geddel vice-presidente da Caixa Econômica Federal."

2 comentários :

  1. Ciro joga sua biografia na lama, por puro oportunismo eleitoral. Ele percebeu duas coisas. Uma: se Lula for candidato ninguém ganha dele; Duas: Como não tem jeito dele (Ciro) ser Lula, tem que se posicionar como fazem Bolsonaro e Dória, ser o "anti-Lula". Triste fim precoce de sua carreira política. Já tinha uma mania "marinesca" de pular de partido em partido, agora, vai terminar como uma Marta Suplicy...

    ResponderExcluir

Web Analytics