domingo, 9 de julho de 2017

O tempo em que Temer era feliz e não sabia

Rubem Gonzalez

UMA VEZ ESCORPIÃO, SEMPRE ESCORPIÃO

A maior vingança nossa sobre o mesóclico Michel Temer é ver que ele era um ladrão já impune, um criminoso que aparentemente teria cometido um crime perfeito mas que fez questão de voltar a cena do crime só para se fuder.

Esse bastardo conseguiu tudo que o dinheiro roubado poderia proporcionar, incluindo aí uma esposa de luxo e um filhinho até parecido com ele e por mais surreal que possa parecer ainda saía de cena como autoridade, por cima da carne seca, impune e bem sucedido.

É Temer, tu era feliz e não sabia. A ganância e a vaidade de um ser decrépito falou mais alto, a alma de escorpião aflorou na confortável e tranquila travessia do rio, preferiu a ferroada traiçoeira sonhando ser reconhecido como o escorpião que sabia nadar e acabou afogado no fundo do pântano.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Web Analytics