domingo, 2 de julho de 2017

Decisão do STF é sonho de todo criminoso de grande porte

Janio de Freitas

A tão elogiada decisão do Supremo de negar revisão de "prêmios" dados a delatores, exceto se não entregue o prometido, leva à mais brasileira das perguntas: quem ganhou com isso? Os delatores, em especial Joesley Batista, e os procuradores que passam a ditar sentenças irretocáveis, poder que nem os juízes têm.

Quem perdeu foi a respeitabilidade judicial. Não há argumento capaz de conceder decência, sequer em dose mínima, à impunidade dada a um corruptor de políticos e de decisões governamentais e parlamentares, como Joesley Batista. A indignação com esse "prêmio" faz a impensável comunhão, em alguma coisa, de todos os lados do desentendimento nacional.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Web Analytics