terça-feira, 20 de junho de 2017

Senadora Marta Sem Sobrenome já tem seu lugar garantido no lixo da História


Leandro Fortes

ESPECTRO

Para sempre colada ao golpe, depois de desembarcar do PT por pura inveja e ressentimento, Marta Suplicy, senadora do PMDB de Eduardo Cunha e Michel Temer, tornou-se um fantasma político pavoroso, medonho.

Alterada, sem argumentos, apelou para essa coisa covarde de chamar de machista um homem que lhe pede calma e compostura. Essa tentativa canalha de utilizar a sororidade e o feminismo como discurso de linchamento.

Marta Suplicy é uma vergonha que, quando a democracia voltar, terá lugar garantido no lixo da História.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Web Analytics