quinta-feira, 8 de junho de 2017

Parece que foi ontem

Luis Felipe Miguel

Parece que foi ontem. Parece que faz mil anos.

Na verdade, foi há pouco mais de seis meses que a "nata" (?) da imprensa brasileira se desmanchou numa sessão explícita de babação de ovo ao usurpador. Estavam lá Sérgio Dávila, Eliane Cantanhêde, Ricardo Noblat, Augusto Nunes, entre outros.

O Temer de então é o mesmo de hoje. Os jornalistas também continuam os mesmos. Mas o vexame só cresce com o tempo.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Web Analytics