sexta-feira, 23 de junho de 2017

O jornalismo brasileiro é que está superfaturado


Moisés Mendes

A PÓS-VERDADE DA FOLHA

Promotores e juízes da França e da Suíça já comprovaram, os próprios pagadores de propina já confessaram, alguns executivos das empresas e alguns burocratas paulistas do terceiro escalão (menos os tucanos graúdos) já foram condenados, mas surge agora uma nova notícia sobre o cartel mafioso dos trens fantasmas que agiu durante duas décadas nos governos tucanos de São Paulo.

A notícia é da Folha: o superfaturamento não existe, o cartel não existe, nada de grave existiu, está tudo normal.

A Folha ouviu gente da área do metrô, sem dar o nome (certamente suspeitos ou indiciados) e concluiu, com base em planilhas e prestações de contas, que não houve cartel na prestação de serviços, não houve obras com preços fora do normal e que por isso não há criminosos.

O jornalismo brasileiro é que está superfaturado.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Web Analytics