quarta-feira, 7 de junho de 2017

#ForaTemer + #DiretasJá = #NenhumDireitoAMenos

Luis Felipe Miguel

Ontem, enquanto se iniciava o espetáculo no TSE, o futuro do Brasil era decidido - para pior - no Senado. A destruição dos direitos trabalhistas abre as portas para a ampliação da injustiça social e a pauperização de grande parcela da força de trabalho. Se a proposta do governo continuar avançando no Senado, a classe trabalhadora sofrerá uma derrota homérica.

É por isso que o "Fora Temer" não pode ser diluído, como querem alguns, na esperança - vã, aliás - de atrair coxinhas envergonhados. Ninguém gosta de ver o usurpador na presidência, com seu semblante soturno, suas mãozinhas sinistras e sua falta de legitimidade gritante, mas, francamente, isso é o de menos. É #ForaTemer porque o governo que nasceu do golpe veio com uma missão, a missão de implantar os retrocessos sem ligar para a vontade popular. Por isso, não se separa do #DiretasJá, que é a exigência de que o povo volte a ser ouvido sobre as decisões que o atingem. E o que sintetiza o recado é o #NenhumDireitoAMenos, que indica com clareza qual é a pauta central do campo democrático neste momento.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Web Analytics