sábado, 3 de junho de 2017

A incompetência e desonestidade de Dallagnol e seu bando é chocante

Cristiano Z. Martins‏, no Twitter

 Globo (G1) transforma alegações finais de MPF do caso triplex em pedido de prisão que jamais existiu e nem poderia existir. Manipulação?

Nas alegações finais apresentadas sobre o triplex os procuradores voltaram a insistir em "juízo de convicção" (pág. 52) ao invés de provas.

Os procuradores afirmam que "a solução mais razoável é reconhecer a dificuldade probatória" (pág. 53) e pedem a condenação sem provas.

MPF quer condenação de Lula sem provas no caso do triplex com base em teorias de livro de Dallagnol sobre "probabilismo" e "explacionismo".

MPF diz que Lula passou a ser dono do triplex em 2009 mesmo após a OAS se declarar proprietária em 2015 e usar imóvel para pagto de credores.

As alegações finais apresentadas pelo MPF nesta sexta com base em "juízo de convicção" (p. 52) seguiram a absurda lógica do PowerPoint.

Salvo alguma modificação, no dia 22/06 apresentaremos as alegações finais de Lula, mostrando que sua inocência foi provada no caso triplex.


Nenhum comentário :

Postar um comentário

Web Analytics