terça-feira, 23 de maio de 2017

Grampo com Andrea Neves derruba Reinaldo Azevedo


247 - O jornalista Reinaldo Azevedo teve uma conversa com Andrea Neves, irmã do senador afastado Aécio Neves, interceptada pela Polícia Federal, informa o portal BuzzFeed.

No diálogo, ele classificou uma reportagem da revista Veja, onde trabalha, como "nojenta" e criticou também o procurador-geral da República, Rodrigo Janot. O assunto tratado são as acusações contra Aécio contidas na delação da Odebrecht.

Assim que a conversa foi divulgada, Reinaldo pediu demissão de Veja e disse que o grampo violou um dos pilares da democracia, que é o sigilo entre jornalistas e suas fontes. 

"Há uma agressão a uma das garantias que tem a profissão. A menos que um crime esteja sendo cometido, o sigilo da conversa de um jornalista com sua fonte é um dos pilares do jornalismo", escreveu.

"A PF não considerou indícios de crimes na conversa realizada entre o jornalista e sua fonte, Andrea Neves. Mesmo assim, as gravações foram anexadas pela Procuradoria-Geral da República ao conjunto de áudios anexados ao inquérito que provocou o afastamento de Aécio e a prisão da irmã", diz a reportagem do BuzzFeed.

Leia aqui o diálogo gravado e a resposta de Reinaldo Azevedo.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Web Analytics