terça-feira, 30 de maio de 2017

Farinhas de sacos diferentes


Mario Marona


Votei quatro vezes no Gabeira para deputado.

Não me arrependo.

Quando o escolhi, ele defendia posições com as quais me identificava, e o mais importante é que entendia que deveriam ter espaço no parlamento.

Nós dois mudamos, e creio que ele mudou para pior.

Mas, francamente, acho mais difícil explicar o voto em Aécio, porque, embora a imprensa o protegesse, sempre foi possível saber quem ele era de verdade.

Eu jamais votaria em alguém com as características e as histórias do Aécio, mesmo que fosse apenas para impedir a vitória de quem eu odiasse muito.

Deve ser por isso que os eleitores do Aécio que eu conheço escolheram agora uma de duas opções: sumir do mapa e fingir que não é com eles ou adotar aquele discurso de que "é tudo farinha do mesmo saco".

Do mesmo saco umas pivicas, como eu dizia quando era criança.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Web Analytics