segunda-feira, 22 de maio de 2017

A masmorra de Curitiba é para foros desprivilegiados

Moisés Mendes

É compreensível que alguns jornalistas ainda teimem em defender o jaburu, sempre fazendo uma aposta que tem dado certo: resiste agora, nosso líder, porque a direita sempre consegue dar a volta e se segurar.

Esta é a tática do grampeado. Vai ficando, porque foi assim com o Padilha, o Moreira Franco e outros.

Se quiserem, diz ele à Folha, que tentem me derrubar. Ele sabe que as ruas tiveram um espasmo de reação, na quinta-feira, e depois o entusiasmo refluiu.

Mas enquanto o jaburu tem apoios fortes (o da Folha é vergonhoso), é quase comovente o abandono de Aécio. O mineiro foi largado na sarjeta por Globo, Folha, Estadão. E Aécio tem grandes serviços prestados à imprensa embarcada.

Este é um que teria muito a contar se caísse na masmorra de Curitiba. Mas a masmorra de Curitiba não é para foros privilegiados, não só no sentido previsto em lei. 

A masmorra é para foros desprivilegiados.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Web Analytics