sábado, 1 de abril de 2017

Professor detalha a dimensão do desastre do golpe


247 - "FHC pegou o Brasil com uma dívida pública de 34% do PIB. Doou metade do patrimônio público sob a alcunha de "privatização". Duplicou a dívida externa. Quebrou o país três vezes, precisando recorrer ao FMI. Entregou o país a Lula sem reservas e devendo 76% do PIB. Já a dívida líquida, que leva em conta os créditos (e não só os débitos) do governo e ele recebeu em 29,5%, deixou em 60,4% do PIB. A imprensa diz que ele modernizou a economia", afirma Gustavo Castañon, professor da Universidade Federal de Juiz de Fora, em publicação no Tijolaço.

Ele compara os números do governo de FHC com os de Lula e Dilma Rousseff. "O PT pegou o Brasil com a dívida pública em 76% do PIB, recapitalizou a Petrobrás a transformando na segunda maior petrolífera do mundo, não privatizou nada, "pagou" a dívida externa (sim, transformando-a em interna), e entregou, no último ano do primeiro mandato de Dilma, a dívida pública em 63% do PIB. Já o resultado mais importante sobre o endividamento do país, a dívida líquida, diminuiu a 34,9% do PIB. A imprensa diz que a gastança do PT quebrou o país."


Nenhum comentário :

Postar um comentário

Web Analytics