quinta-feira, 13 de abril de 2017

General russo que comandou implantação comunista no Brasil é entrevistado

General russo fala verdade sobre 1964 e diz que o Brasil é comunista

Boato – Em entrevista, general russo Anatholy Navashki fala que conseguiu implantar comunismo no Brasil e que golpe de 1964 foi a salvação.

Em meio a todas revelações de Operação Lava Jato, que praticamente arrasa (ou não) os principais figurões da política brasileira, é incrível que tenha grupos na internet que ainda discutem a política como se fosse uma guerra entre “militares x comunistas” (ok, é tão ridículo quanto tratar o mundo como “coxinhas x mortadelas). É justamente esse grupo que cai em histórias como a que vamos falar hoje.

Circula na internet um vídeo que seria de um general russo fazendo revelações bombásticas sobre o Brasil. A entrevista, gravada em russo e “traduzida”, aponta que Anatholy Navashki é o homem que tentou implantar o comunismo no Brasil, mas enfrentou resistência com os militares.

O tal general (tratado como major em uma parte da tradução) disse que o plano em 1964 era matar todos os militares e que artistas, padres, mídia e muita gente estava do lado do comunismo. Leia trechos do que transcrevemos (alguns erros ortográficos não conseguiram ser reproduzidos) e assista ao vídeo:

Mais uma importante declaração de um dos ex-participantes de milhares de OPERAÇÕES DE DESINFORMAÇÃO feitas por agências de serviços de inteligência de países comunistas, como a KGB russa, entre tantas outras!! Muitas estão bem documentadas nos escritos e vídeos de dissidentes destas ditatoriais nações! Além deste vídeo do major russo Anatholy Navashky (que atuou na operação de desinformação da KGB no Brasil em 1964), temos os vídeos do ex-agente da KGB Yuri Bezmenov, vídeos e escritos do ex-comandante da general de três estrelas romeno Ion Mihai Pacepa, os escritos de Ladslav Bittman (que também atuou na operação de desinformação, do serviço de inteligência tcheco, no Brasil em 1964), Anatoly Golintsy, Alexander Vassiliev, etc… História do comunismo no Brasil. Bem vindo camarada major Anatholy Navashki. Fui o comandante da operação Petalas Vermelhas Moscou/Brasil em 1963. O Kremelin me enviou para Cuba ara comandar a implatação do sistema comunista no Brasil e treinamento dos camaradas brasileiros em Cuba. A China entrou com as armas, Cuba com estrutura e base e nossa União Soviética com o dinheiro e treinamento. A grande maioria dos camaradas brasileiros eram estudantes e jovens; recrutados pelos nossos agentes infiltrados no Brasil. Precisávamos dos músicos e jogadores de futebol fieis ao comunismo. Já tínhamos o presidente e alguns militares fieis a mãe soviética. Os camaradas brasileiros como eram? O primeiro grupo que treinamos eram todos do Brasil. Indisciplinados e usavam muitas drogas e gastavam muito sem retorno. Foi quando enviamos o segundo grupo armado para infiltrarem no centro do país; região do Cambiocá, creio que era este nome. Tínhamos agentes comunistas infiltrados em todos lugares: bispos, padres, cantores, médicos, militares, professores e políticos eram monitorados pelo camarada comunista Lamarca. As ordens do Kremlim de Moscovo eram para criarmos uma base de sustenção armada caso ouve-se resistência. De repente, surgiu um movimento nas ruas das religiosas que os nossos bispos não conseguiram conter, o parlamento do Brasil e maçons criaram resistência, acreditamos que surgiu por parte de empresários direita católica do Brasil.
General russo fala sobre golpe de 1964 e diz que o Brasil é comunista?

O vídeo continua com a revelação que ele foi detido por militares e enviado sem nenhum arranhão de volta para casa, que Dilma era a principal aliada e agora é presidente, que não há mais direita no Brasil e blá, blá, blá.

Não vamos trabalhar com o conteúdo do vídeo, que faz parte de todo aquele papo de quem quer os militares de volta, e vamos direto ao ponto: a tal entrevista é mais fajuta do que nota de três reais. Vamos aos fatos.

A revelação se deu com uma metodologia bem simples. Colocamos o vídeo em Closed Caption e colocamos a tradução das legendas em inglês e português. Como é possível ver, não é citado nenhuma vez o Brasil no vídeo. O assunto é, de fato, história do comunismo. Mas nada de Brasil. Olha só a diferença entre a legenda e o trecho nos prints abaixo:



Olha só como a tradução está totalmente diferente

Resumindo: a entrevista nem é com o general russo Anatholy Navashki, tampouco tem o Brasil como tema. Para acreditar nessa, só mesmo quem acredita em história da carochinha.


Ps.: Esse artigo é uma sugestão dos leitores “vlucats”, George Assunção,  e diversos leitores via WhatsApp. Se você quiser sugerir um  tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo siteFacebook ou WhatsApp no telefone (61) 99331-6821.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Web Analytics