terça-feira, 14 de março de 2017

Bob Fernandes: caixa 2 era crime no “mensalão”, mas agora não é

Fernando Brito

Em seu comentário no Jornal da Gazeta, Bob Fernandes levanta uma interessante questão: se o dinheiro com finalidade eleitoral dado aos partidos sem a comprovação de um ato de ofício praticado diretamente em troca, na teoria que vem sendo defendida por Aécio Neves, Fernando Henrique Cardoso e Gilmar Mendes não é uma “caixa 2” criminosa, como é que fica o caso do “mensalão”, onde o financiamento político ficou provado, mas não se conseguiu provar qualquer ato de favorecimento praticado em troca?

O problema de uma Justiça feita no formato do “freguês” desejado é que o figurino, quando o gajo é outro, é descartado na base do “ah, neste não serve, só naquele”



Bob Fernandes:
Cartas à mesa: Moro condenar Lula, a "Suruba" estancar Caixa 2 e a "Sangria"

Esperando Janot. E sua Lista com dezenas a serem investigados na Lava Jato. Espera com ações e reações em outras frentes.

Uma frente trabalha para "desmistificar o Caixa 2"; proposta do ministro Gilmar Mendes.

Essa operação junta Políticos, Dinheiro Grande, nacos supremos do Judiciário, e vozes e imagens a serviço do Poder de sempre.

Na conexão Curitiba/Brasília, outra frente. Há um ano o mesmo Gilmar Mendes impediu Lula de ser ministro. No mesmo Supremo que permitiria a Moreira Franco ser ministro.

Pilotada por Curitiba e Moro, a gravação de diálogos de Lula e Dilma. Gravação ilegal na duração e divulgação também porque Dilma não era investigada.

Objetivo claríssimo: sem foro privilegiado, julgado em Curitiba, Lula será condenado por Moro. Condenação na 2ª instância o afasta de 2018.

Na outra frente, Gilmar Mendes, agora, diz: "Corrupção exige ato de ofício, Caixa 2 pode não ser crime".
.
E as condenações no mensalão petista? Não foi necessário "ato de ofício" para caracterizar corrupção. Ministros do Supremo domaram Teoria e fatos.

Nesta segunda, 13, Emilio Odebrecht confessou a Moro: "Sempre existiu Caixa 2, desde a época do meu pai".

Mas só agora, flagrados centena de políticos e todos grandes partidos, querem "desmistificar o Caixa 2".

Mistificação essa embrulhada numa tese: Caixa 2 é propina só para uns, para outros foi por amor.

Doze de junho de 98. Consultor Jurídico da Presidência, Gilmar Mendes informa: Fernando Henrique processará Lula.

Por Lula ter afirmado que a privatização da Telebrás serviria para o Caixa 2 do PSDB.
.
Venda da Telebrás, escândalo jamais investigado pra valer.

Nove de outubro de 2012. Condenados Delúbio Soares, tesoureiro, e demais petístas.

Ministra do Supremo, Carmen Lúcia rebateu com indignação tese da defesa. Afirmou:

-Caixa dois é crime; Caixa dois compromete, mesmo que tivesse sido isso, ou só isso; e isso não é só; e isso não é pouco!

Carmen Lúcia, que hoje preside o Supremo Tribunal, então encerrou a questão ensinando:

-Caixa dois é crime. Caixa dois é uma agressão à sociedade brasileira.

À época, manchetes e aplausos.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Web Analytics