quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Testosterona in legis

Nelson Nisenbaum 

O Ministro Marco Aurélio Mello, sem papas na língua, sem medo de divergir, e sem medo da opinião pública e publicada, votou a favor do Habeas Corpus de Eduardo Cunha.

Também não teve papas na língua para insinuar que impeachment sem crime é golpe.

Também não teve papas na língua para criticar duramente a condução coercitiva de Lula, promovida pelo inquisidor da província agrícola.

E também, em seu voto ontem, bateu duramente nas intermináveis e injustificáveis prisões preventivas, outrora também identificadas como "medievalescas" pelo saudoso Ministro Teori Zavascki.

De falta de testosterona este Ministro não padece.

Por mais que eu não goste de Eduardo Cunha, eu gosto mais da lei. E de quem defenda-a com aquilo roxo.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Web Analytics