sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Que a Força esteja conosco



O homem que comandou o Ministério da Justiça durante a pior crise penitenciária já vista no país, que teve sua renúncia pedida por dezenas de juristas, acusado de plágio, que acumulou patrimônio milionário em tempo recorde, filiado a um partido político que tem diversos réus em ações que ele deverá julgar, foi "promovido" a Ministro do STF. Daí a Comissão de Constituição e Justiça que deve aprovar seu nome é formada por 10 senadores réus que terão seus processos revisados pelo próprio.

E para finalizar, na última quarta-feira, ele e seus amigos senadores desfrutaram de uma prazerosa noitada no barco de um dos parlamentares enquanto os presentes o "sabatinavam" informalmente...

É, que a força esteja com cada um de nós...

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Web Analytics