segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

O preço do golpe

Augusto Ferreira

O golpe não começou com Temer usurpando o poder.

Como disse o Aloysio, vice do Aécio (mas era o que todos os golpistas tinham certeza), o golpe só vingaria "deteriorando a economia do país" e "fazendo Dilma sangrar."

A estratégia para isso foi garantir maioria no Congresso elegendo Eduardo Cunha. As pautas bombas do presidiário impediriam Dilma de governar.

Mas o erro de cálculo dos golpistas foi acharem que, tão logo assumissem o poder, conseguiriam retirar rapidamente o país da crise que construíram.

Sangraram demais e não tiveram competência para reverter. Somado a isso, a necessidade de cumprir os acordos com a elite midiático-empresarial que financiou o golpe. Era preciso demolir todos os direitos dos trabalhadores conquistados nos anos Lula/Dilma/PT.

Adivinha quem vai pagar o preço do golpe? Se fossem apenas os golpistas e aqueles que foram cúmplices em suas domingueiras verde-amarelo de veneração ao pato, que batiam suas panelas nas janelas e varandas, que exercitavam diariamente seus ódios doentios nas redes sociais, confesso que até diria "bem feito".

Mas, todos estão nas mãos dos golpistas. E talvez não seja possível esperar até 2018 para reverter isso.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Web Analytics