sábado, 7 de janeiro de 2017

Quadrilha de Temer não pode mais governar

Paulo Pimenta pede eleições e diz que quadrilha de Temer não pode mais governar
Em manifesto publicado nas redes sociais, deputado federal Paulo Pimenta afirma que o golpe provocou perda de legitimidade das instituições e pede eleições diretas na presidência da República e no Congresso; "Somente a realização de eleições diretas pode iniciar um processo de repactuação no País. A renúncia de Temer torna-se imperiosa. Temer e sua quadrilha não reúnem condições de permanecer nenhum dia à frente do governo", defende petista; depois das crises política e econômica, que derrubaram vários ministros no ano passado, o governo Temer mergulhou de vez no inferno astral com a crise do sistema penitenciário; quase 100 detentos morreram em menos de uma semana
Rio Grande do Sul 247 - O deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) divulgou neste sábado mais uma manifesto de protesto contra o governo de Michel Temer (PMDB). Em posts no Twitter, o parlamentar afirma que o golpe provocou perda de legitimidade das instituições, pede novas eleições e diz que Temer e sua quadrilha não têm mais condições de governar o Brasil.

"A crise se agrava. Além de política, institucional e econômica, agora incorpora o aspecto civilizatório com o sistema penitenciário. As medidas e ações necessárias para o Brasil enfrentar essa dura e difícil realidade jamais poderão ser adotadas por um governo ilegítimo. O golpe provocou uma perda de confiança e legitimidade nas instituições, que está custando muito caro ao povo brasileiro", disse o petista.

Pimenta pede a renúncia de Michel Temer imediatamente e vê necessidade de eleições diretas também para o Congresso. "A renúncia de Temer torna-se imperiosa. Temer e sua quadrilha não reúnem condições de permanecer nenhum dia à frente do governo. Somente a realização de eleições diretas pode iniciar um processo de repactuação no País. Eleições gerais para presidente e para o Congresso".

"Além disso é imperioso abrir as contas e acabar com os privilégios do Judiciário e MPs. Abrir as contas do Sistema S, CBF e parceiras. E refundar os parâmetros de gestão de cada centavo do dinheiro público, com absoluta transparência na administração pública direta e indireta. Nada será feito e a crise só se agravará com Temer e sua quadrilha impunes. #VazaTemer #DiretasJá #ForaGolpistas", encerrou o parlamentar gaúcho.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Web Analytics