quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Morte de Teori: acidente ou assassinato?

Teoria da conspiração ou paranoia

Jornal GGN - A morte do ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal, tomou conta das redes sociais nesta quinta-feira (19). A queda de um avião de pequeno porte em Paraty (RJ), com Teori e mais três pessoas a bordo, abriu espaço para teorias da conspiração em função do papel estratégico do magistrado na relatoria da Lava Jato.

Teori estava em vias de homologar 77 delações da Odebrecht e, possivelmente, retirar o sigilo das informações. Os primeiros vazamentos atingiram em cheio ao presidente Michel Temer - que deverá escolher o novo ministro - e a cúpula do PMDB. 

Nas redes sociais, internautas escreveram que a política brasileira coloca o seriado da Netflix House Of Cards "no chinelo".
 ​
Gregório Duvivier, artista e colunista da Folha, escreveu post conectando todos os fatos que circundam o falecimento do ministro.
"Teori Zavascki, o Ministro indicado ao STF por Dilma, relator da Lava-Jato na Corte, que no telefonema de Jucá e Machado onde se falava em “estancar a sangria” da operação foi tratado como um homem que “não tinha ligação com ninguém, um cara fechado, um burocrata”; que sofreu ameaças junto com sua família, que estava prestes a retirar o sigilo de mil delações em duas semanas, morreu hoje na queda de um avião. Detalhe: o fato ocorreu na mesma região onde também “caiu” o helicóptero de Ulysses Guimarães. E agora, a relatoria da Lava-Jato no Supremo irá para o substituto de Teori que será indicado por... Temer, citado 43x na Lava-Jato..."
A possibilidade de Teori ter sido "tirado do caminho" dos envolvidos na Lava Jato também foi objeto de reportagem da Folha.

O primeiro comentário a cair na rede pouco antes da confirmação da morte de Teori é de autoria de seu filho, Francisco Zavascki. Ele publicou, em maio passado, que a família estava ciente de que algo poderia acontecer com o ministro, pois a Lava Jato mexera com interesses de muitos poderosos. Após repercutir em vários portais noticiosos, a publicação foi deletada.

Quem também decidiu apagar uma mensagem levantando suspeitas sobre a morte de Teori foi o delegado da Lava Jato Márcio Adriano Anselmo. Ele havia escrito, no Facebook, que o "acidente" deveria ser investigado a fundo porque a morte do relator marcava "o fim de uma era".

O vereador Eduardo Suplicy (PT) disse que é "importante que as causas do acidente sejam apuradas". O pleito de Suplicy é o mesmo da Associação de Juízes Federais (Ajufe), que pediu investigação em função do papel de Teori na Lava Jato.

O ex-ministro Renato Janine Ribeiro expressou sentimento de perplexidade e falou sobre a teoria da conspiração. "A hora em que parece mais sensato crer na conspiração (para matar Teori) do que no acaso, no acidente. A hora em que a paranoia parece mais racional e realista do que qualquer outra visão das coisas..."

Enquanto a internet fervia com o resgate de um áudio em que Romero Jucá (PMDB) diz que Teori era um ministro fechado e que, para estancar a sangria da Lava Jato, seria necessário influenciar o Supremo a aceitar um "grande acordo" nacional, veículos da grande mídia, como a GloboNews, se ocupavam de falar das causas naturais que teriam levado ao acidente, como o tempo fechado com chuva em Paraty.

Teoria da conspiração ou paranoia?

3 comentários :

Web Analytics