domingo, 15 de janeiro de 2017

Ministro do STF Barroso propõe acabar com a educação superior


Carlos Eduardo Martins

Inacreditável um ministro do STF dizer o que está dizendo: 1) Universidades públicas devem se autofinanciar pois recursos públicos devem ir para a educação fundamental; 2) Devem ter gestão pedagógica despolitizada; 3) Devem ser reestruturadas através de consultoria internacional; 4) Devem dar aula em inglês e espanhol, além de português. 

É evidente que esta proposta se desdobra da PEC 55: Trata se de liquidar o ensino superior público, universal e gratuito e sua autonomia pedagógica diante do grande capital. Trata-se de submetê-lo radicalmente ao mercado, sobretudo quando a lei de cotas impõe a presença de 50% dos alunos vindos de escola publica. 

Estamos diante da imposição de uma brutal elitização do ensino superior e da reversão de todas as conquistas alcançadas nos últimos anos. Querem sufocar e destruir umas das principais fabricas de pensamento emancipatório do pais.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Web Analytics