sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

A estupidez infame de Claudio Tognolli

Luis Felipe Miguel

O jornalista que divulgou a tomografia de dona Marisa Letícia é do tipo que coloca, na sua página do facebook, as fotos de Lula e de Stephen Hawking, com a legenda "adivinha quem se aposentou por invalidez?" - o que é um atestado de estupidez, porque não é preciso ser um grande jurista para saber que aposentados por invalidez não podem continuar a trabalhar. Se Lula tivesse se aposentado por invalidez ao perder o dedo, não teria continuado como metalúrgico.

Quando compartilhava esse tipo de coisa, ele apenas se igualava a muitos outros antilulistas hidrófobos de poucas luzes. Ao divulgar um exame médico sem autorização da paciente e de sua família, cruzou um limite ético que, a meu ver, é incompatível com a manutenção da posição de professor de uma escola de jornalismo. Espero que a USP instaure processo disciplinar contra Claudio Tognolli e o demita, como devido.

O toque bizarro é o currículo Lattes do sujeito. No resumo, ele cita a vendagem de seus livros (uma defesa de Romeu Tuma Junior e uma biografia de Lobão) e termina com essa pérola: "Tognolli está listado como escritor na Livraria do Congresso dos EUA" (seguido do link).

Uma vez que a Library of Congress (que não é uma livraria, é uma biblioteca, como sabe qualquer estudante de inglês básico) é uma das maiores bibliotecas do mundo e lista "como escritor" qualquer um que tenha uma obra no seu catálogo, não é muito difícil estar lá. (Eu estou lá, na companhia de Michel Temer, Benito Mussolini, Saddam Hussein, Romero Britto e milhões de outros, e jamais me passaria pela cabeça considerar que isso seria um item de currículo.)

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Web Analytics