quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Judas putrefato

Nelson Barbosa

Eu não consigo ver a imagem de temer e, juro, não consigo identificar seu timbre de voz, sotaque ou qualquer emissão sonora de sua voz.

De repente passa um post por aqui (mudo) com ele discursando, com aqueles gestos horrivelmente repetitivos com as mãos (que parecem pés de frango morto), a cabeça enterrada num corpo sem pescoço, e penso que nem mesmo nosso humor mais capenga e rasteiro jamais sequer imaginou construir uma imagem tão grotesca de um "presidente" como a dele.

Só mesmo nosso profundo estado de estupefação e absurdamento para nos fazer permanecer imóveis diante de tanto aviltamento, em vez de partir para pôr fogo nesse judas putrefato.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Web Analytics